domingo, 9 de setembro de 2012

SINTONIA E  VIBRAÇÃO

"Porque onde estiver o teu tesouro, aí estará também o teu coração.“

 Mateus 6:19-21
 
    Falamos frequentemente, na sociedade espírita, da necessidade em cultivar bons pensamentos e sentimentos, para gerar e atrair boas vibrações e sintonizar com os bons espíritos que auxiliam os homens na obra evolutiva.

     Jesus nos exortou a orar e vigiar, para que pudéssemos sintonizar com o alto e captar suas vibrações na forma de energia e intuição.

     Mas, o que entendemos por sintonia e vibração?

   Vejamos primeiramente a explicação da Física, para podermos traçar um paralelo com o espírito.
 
  
   VIBRAÇÃO

    É qualquer movimento que se repete, regular ou irregularmente, em um intervalo de tempo.

    O que nos dá melhor idéia do que seja vibração é ver o funcionamento de um pêndulo, com seu vaivém.

 
  
      Exemplo de alta e baixa vibração:

   Como nada existe de imóvel, também a oscilação (freqüência ou vibração) caminha de um lado para o outro. A essa vibração que caminha chamamos ONDA.


  SINTONIA:

    É a identidade ou harmonia vibratória.

   "Relação entre o emissor de frequência e o ressoador, que produzem um efeito."
 
 
 
   RESSONÂNCIA
 
      "É o fenômeno que acontece quando um sistema físico recebe energia por meio de excitações de freqüência igual a uma de suas freqüências naturais de vibração."

    Exemplo: nosso ouvido.


    As ondas sonoras chegam ao nosso ouvido e fazem vibrar o sistema martelo - bigorna - estribo, que transforma em sinais eletricos transmitidos ao cérebro.

    Porém, só escutamos uma determinada faixa de ondas sonoras (vibrações sonoras - de 20 a 20.000 Hertz), porque encontram ressonância no ouvido, que absorve estas ondas, fazendo o sistema vibrar. Podemos constatar isto no quadro abaixo, conhecido como "espectro sonoro".


    Fora desta faixa de ressonância, não escutamos os sons que, no entanto, podem ser percebidos por outros animais.

    Note que, neste processo de ressonância, o nosso ouvido é passivo, ou seja, o agente emissor da onda é que produz a energia, que o ouvido absorve sem que o possa escolher, pois vibra na(s) frequência(s) emitidas.

    Assim funcionamos em relação aos nossos pensamentos e sentimentos. Somos passivamente afetados por pensamentos e sentimentos que encontrem a afinidade vibratória que somos portadores, porém somos responsáveis pelo direcionamento que damos a estas emissões.

    Exemplo: ainda odiamos. Ao recebermos vibrações de ódio, podemos excluí-las de nós lembrando que só nos fazem mal e é o amor que nos interessa, ou alimentá-las, lembrando de algo ou alguém que odiamos, fazendo com que entremos em sintonia vibratória com o ser emissor desta energia nociva, a ponto de nos identificarmos plenamente em pensamentos e sentimentos - isso abre a porta para para sermos manipulados por outras mentes.


  

APÓS ESTUDARMOS OS CONCEITOS DE SINTONIA, VIBRAÇÃO E RESSONÂCIA, PODEMOS CONCLUIR QUE...






    "Elevar a vibração", portanto, significa emitir e receber ondas de melhor qualidade, e o que há de melhor no campo de energia vibratória espiritual é a energia amorosa.

    Deste modo, podemos concluir:




    "Porque onde estiver o teu tesouro, aí estará também o teu coração.“

    Porque onde estiver nosso tesouro de valores, virtudes, bons pensamentos; ou vícios, falhas morais, pensamentos mesquinhos - aí estará nosso coração, junto daqueles corações, virtuosos ou perturbados, nossos semelhantes.

    Vigiar - para selecionar o pensamento e o sentimento, excluindo o que nos prejudica e potencializando tudo o que é bom.

    Orar - para que, com o auxílio das vibrações que por influxo da prece vem do alto e nos envolvem, possamos elevar nossa vibração, sentindo no bem, pensando no bem, acostumando nosso ser a ressonar o bem no seu íntimo.  
 



    “Entendendo-se o conceito de vibrações, no terreno do espírito, por oscilações ou ondas mentais, importa observar que exteriorizamos constantemente semelhantes energias. Disso decorre a importância das idéias que alimentamos.

   Se te encontras sob o cerco de vibrações conturbadoras, emite de ti mesmo aquelas outras que se mostrem capazes de gerar vida e elevação, otimismo e alegria.

   Ninguém susta golpes da ofensa com pancadas de revide, tanto quanto ninguém apaga fogo a jorros de querosene.

   Responde a perturbações com a paz.

   Ante o assalto das trevas faze luz.

   Se alguém te desfecha vibrações contrárias à tua felicidade, endereça a esse alguém a tua silenciosa mensagem de harmonia e de amor com que lhe desejes felicidade maior.

   Disse-nos o Senhor: "Batei e abrir-se-vos-á. Pedi e obtereis".

   Este mesmo princípio governa o campo das vibrações.

   Insiste no bem e o bem te garantirá.”


  (Do livro Paz e renovação. Psicografia de Francisco Cândido Xavier)

2 comentários:

  1. Maravilhoso texto, elucidativo, esclarecedor ao ponto de incentivar-nos à prática dos bons pensamentos, baseados no exercício constante do bem ao próximo e a nós mesmos. Gostei muito, vou estudá-lo, parabéns!

    ResponderExcluir